14º Domingo do Tempo Comum – 07/07/2019

 

 

Anúncio do Evangelho (Lc 10,1-12.17-20)

 

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

 

Naquele tempo, 

01 o Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir. 

02 E dizia-lhes: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita. 

03 Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos. 

04 Não leveis bolsa, nem sacola, nem sandálias, e não cumprimenteis ninguém pelo caminho! 

05 Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: ‘A paz esteja nesta casa!’ 

06 Se ali morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós.

07 Permanecei naquela mesma casa, comei e bebei do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário. Não passeis de casa em casa. 

08 Quando entrardes numa cidade e fordes bem recebidos, comei do que vos servirem, 

09 curai os doentes que nela houver e dizei ao povo: ‘O Reino de Deus está próximo de vós’.

10 Mas, quando entrardes numa cidade e não fordes bem recebidos, saindo pelas ruas, dizei: 

11 ‘Até a poeira de vossa cidade, que se apegou aos nossos pés, sacudimos contra vós. No entanto, sabei que o Reino de Deus está próximo!’

12 Eu vos digo que, naquele dia, Sodoma será tratada com menos rigor do que essa cidade”.

 

17 Os setenta e dois voltaram muito contentes, dizendo: “Senhor, até os demônios nos obedeceram por causa do teu nome”. 

18 Jesus respondeu: “Eu vi Satanás cair do céu, como um relâmpago. 

19 Eu vos dei o poder de pisar em cima de cobras e escorpiões e sobre toda a força do inimigo. E nada vos poderá fazer mal. 

20 Contudo, não vos alegreis porque os espíritos vos obedecem. Antes, ficai alegres porque vossos nomes estão escritos no céu”.

21 “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir”.
22 Todos davam testemunho a seu respeito, admirados com as palavras cheias de encanto que saíam da sua boca. E diziam: “Não é este o filho de José?”
23 Jesus, porém, disse: “Sem dúvida, vós me repetireis o provérbio: Médico, cura-te a ti mesmo. Faze também aqui, em tua terra, tudo o que ouvimos dizer que fizeste em Cafarnaum”.
24 E acrescentou: “Em verdade eu vos digo que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria.
25 De fato, eu vos digo: no tempo do profeta Elias, quando não choveu durante três anos e seis meses e houve grande fome em toda a região, havia muitas viúvas em Israel. 26No entanto, a nenhuma delas foi enviado Elias, senão a uma viúva que vivia em Sarepta, na Sidônia.
27 E no tempo do profeta Eliseu, havia muitos leprosos em Israel. Contudo, nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o sírio”.
28 Quando ouviram estas palavras de Jesus, todos na sinagoga ficaram furiosos. 
29 Levantaram-se e o expulsaram da cidade. Levaram-no até ao alto do monte sobre o qual a cidade estava construída, com a intenção de lançá-lo no precipício. 
30 Jesus, porém, passando pelo meio deles, continuou o seu caminho.

 

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.